A Rosacruz Áurea é uma Escola iniciática contemporânea, em que todos os seus alunos se esforçam para transformar sua consciência mediante suas vidas.
A Rosacruz simboliza a união do Ser real latente no imo do coração humano, a Rosa,
à sua própria vida, a Cruz.
A Escola é uma manifestação atual da tradição Rosacruz, cujas origens históricas remontam ao século XVII.
A fonte de seu conhecimento é a própria Sabedoria Universal, manifestada em todos os tempos, culturas e povos.

A Rosacruz Áurea dirige-se ao ser humano buscador, oferecendo-lhe elementos para que ele encontre em si mesmo suas respostas e as converta em seu próprio caminho de transformação.

Proposta de Trabalho

A proposta de trabalho da Escola encontra-se resumida em seu símbolo.

O ponto representa a consciência universal, o Ser real, a verdadeira identidade do ser humano. Esse Ser , transcende todo o egocentrismo. Esse Ser recebeu inúmeras denominações ao longo da História e das diferentes tradições: Atman, Noûs, Flor de Lótus, Cristo Interno, Centelha do Espírito, Botão de Rosa. Os Guaranis chamaram-no de Colibri. Ele é a única base possível para a manifestação de uma nova consciência.

O triângulo equilátero simboliza a nova consciência, que é formada pelo equilíbrio de três novas capacidades: um novo pensar, um novo sentir e um novo agir.

O quadrado indica a transformação de toda a vida mediante a nova consciência. Seus quatro lados indicam a transmutação dos veículos da personalidade humana, desde o corpo físico até os aspectos energéticos mais sutis.

O círculo aponta para a reintegração consciente e perfeita do ser individual no plano universal, a realização do grande objetivo da existência humana.

O Caminho Iniciático na Prática

A consciência humana é prisioneira do egocentrismo.
Esse estado de consciência jamais será a base do processo iniciático.
Aquele que quer trilhar o caminho iniciático deve vencer a si mesmo. Pois aquele que vence a si mesmo é capaz de amar e servir realmente a seu próximo, a humanidade e o mundo.
O caminho iniciático possui diferentes aspectos:

Autoconhecimento – tornar-se consciente de seu próprio egocentrismo;
Conexão – estabelecer a ligação inicial e consciente com o Ser real;
Nova Consciência – mediante essa ligação inicial, transformar o pensar o sentir e o agir, o que possibilita o surgimento de uma nova consciência;
Consciência Espiritual – por meio de um trabalho contínuo, a nova consciência se desenvolve e amadurece, unificando-se totalmente ao Ser real;
Transmutação – A consciência espiritual desencadeia uma transformação energética dos veículos da personalidade, concentrando-se nos seus aspectos mais sutis;
Nova vitalidade – A transformação energética avança para uma transformação orgânica, da qual resulta uma energia vital totalmente nova,
Reintegração – Reintegrado ao universo, o novo ser humano torna-se um servidor do mundo e da humanidade.